Acessibilidade       A+  A-          Botão Libras  Botão Voz          
O que você procura?
Quarta, 23 de Janeiro de 2013.

CFESS participa de protestos contra internação compulsória em SP
Conselho Federal também marca presença em reuniões na capital paulista


Uma das reuniões de que o CFESS participou foi a da Frente Nacional Drogas e Direitos Humanos (foto: CFESS)

Nesta segunda-feira (21), data em que o governo do estado de São Paulo deu início às ações de internação compulsória de usuários/as de drogas na região, diversos movimentos sociais e entidades de defesa das políticas públicas e dos direitos dessa população protestaram contra a medida na capital paulista. O CFESS compareceu, representado pela conselheira Marlene Merisse, que relatou momentos de tensão entre os seguranças e os/as participantes dos movimentos que protestavam.

Antes disso, nos dias 18 e 19, a FNDDH se reuniu em São Paulo (SP), para debater sobre o planejamento de visita a alguns estados, para a criação de novas frentes estaduais (Bahia, Pernambuco, Ceará, Goiás, Rio Grande do Sul, Sergipe, Piauí) e para levantar a discussão nestes locais sobre a política de drogas e o panorama nacional. Discutiu-se também o apoio à Frente do estado de São Paulo nas ações e enfrentamentos ao atual embate das internações compulsórias “Também foi debatida a proposta do seminário da FNDDH, previsto para os dias 4 e 5 de abril, quando construiremos novas estratégias de ação e de mobilização na defesa da garantia de direitos e de políticas públicas para os/as usuários/as de drogas no Brasil”, destaca a conselheira do CFESS Heleni Ávila, também integrante da Frente.

Ela acrescenta que o movimento também definiu a posição crítica e contrária às medidas de internação compulsória em São Paulo. “A FNDDH tem como um de seus objetivos, no âmbito da questão da Política de Drogas, estimular a priorização dos tratamentos ambulatoriais  em detrimento das internações, além de fortalecer a estratégia de redução de danos nas políticas de atenção integral a usuários/as de drogas”, concluiu a conselheira.

Fórum de Assistência Social
No começo do mês, para debater a internação compulsória em São Paulo, o Fórum de Assistência Social (FAS) da capital convidou organizações e entidades de luta por políticas públicas para uma reunião extraordinária com pauta para discutir e tirar encaminhamentos acerca da ação colocada em prática pelo governo estadual. O CFESS foi representado pela conselheira Marlene Merisse.

A reunião ocorreu no Sindicato dos Psicólogos de SP e contou com a participação de aproximadamente 100 pessoas e 80 entidades. “A nossa manifestação foi no sentido de fortalecer o debate crítico sobre a questão, que, sabemos, não é simples, mas, da forma como está colocada, é grave e viola os direitos humanos dos/as usuários/as de drogas em nosso país. É preciso trazer novos movimentos, fóruns e frentes para integrarem uma grande ação articulada de enfrentamento e de diálogo com os governos estadual e municipal, de modo a elaborar conjuntamente um plano de ação que respeite a dignidade humana”, enfatiza a conselheira do CFESS.

Bahia implantará a prática
As ações em São Paulo e no Rio de Janeiro estão sendo copiadas por outros estados,  a exemplo das ultimas declarações do governador da Bahia, Jacques Wagner, de que, através da Secretaria Estadual de Justiça e Direitos Humanos, vai reproduzir a prática. “Estes episódios são um retrocesso na política de saúde mental e uma negação da luta antimanicomial e da reforma psiquiátrica. As ações são uma retomada da política higienista de décadas passadas e que vêm com uma orquestração do governo federal, para ‘limpar’ os centros urbanos, em especial nas cidades onde ocorrerão os megaeventos, atendendo ao receituário capitalista”, afirma a conselheira Heleni Ávila.

Ela afirma ainda que o governo brasileiro adota uma posição proibicionista para a política de drogas, além de agir prioritariamente com ações repressoras e criminalizadoras. “A internação compulsória vem como mais uma forma de criminalizar a pobreza, confinando e reprimindo essa parcela da população, sem uma preocupação com políticas públicas que contribuam com a melhoria das condições de vida desses sujeitos”, conclui.

Clique e visite o blog da Frente Nacional Drogas e Direitos Humanos e participe dessa luta!

Curta o CFESS no Facebook e siga-nos no Twitter
No Facebook: http://www.facebook.com/CfessOficial
No Twitter: https://twitter.com/#!/CfessOficial
No Youtube: http://www.youtube.com/user/CFESSvideos

Conselho Federal de Serviço Social - CFESS
Gestão Tempo de Luta e Resistência – 2011/2014
Comissão de Comunicação

Diogo Adjuto - JP/DF 7823
Assessoria de Comunicação
comunicacao@cfess.org.br