Sexta, 23 de Novembro de 2012.
Pós-graduação também é alvo da mercantilização
Entidades do Serviço Social Brasileiro, como ABEPSS e CFESS, criticam mestrado profissional. Veja o que mais foi discutido na 13ª edição do ENPESS
Carregando...

O ENPESS foi realizado na primeira quinzena de novembro (foto: Acervo CFESS)

Na primeira quinzena de novembro, durante o 13º Encontro Nacional de Pesquisadores em Serviço Social (ENPESS), promovido pela ABEPSS, docentes, discentes e pesquisadores/as assinaram um manifesto de repúdio a mais uma tentativa de mercantilização e precarização do ensino superior público do país: o mestrado profissional.

“O mestrado profissional confronta as diretrizes ético-politicas profissionais, pois estabelece uma capacitação meramente instrumental em detrimento dos fundamentos, aportes teórico-metodológicos e ético-políticos construídos historicamente, separando o fazer do pensar”, diz trecho da nota, disponível na íntegra no site da ABEPSS.

O documento afirma ainda que o mestrado profissional promove o “aligeiramento e a precarização da formação de pós-graduação” e não deixa de ser uma forma de mercantilização, já que impõe taxas a estudantes ou capta recursos junto ao mercado e governo, comprometendo também a autonomia para a pesquisa.

Durante o evento, participantes criaram, inclusive, uma palavra de ordem, expressando o posicionamento contrário ao mestrado profissional: “passo mal, passo mal com o mestrado profissional. Passo bem, passo bem, quando luto e você também”.

E este foi apenas um dos temas discutidos durante o ENPESS que, para além do debate e da produção de conhecimento da área do Serviço Social, consolidou-se como um espaço fundamental para o fortalecimento político da profissão. Ou seja, não dá para descolar a pesquisa da formação e do exercício profissional e, por isso, é importante que assistentes sociais acompanhem o que as entidades nacionais de Serviço Social vêm debatendo.

A segunda edição do Fórum de Supervisores/as de Estágio, por exemplo, realizada durante o Encontro, reafirmou que é preciso fortalecer os fóruns permanentes de supervisores/as e defender as condições éticas e técnicas para o estágio em Serviço Social.


Maria Helena Epídio (ABEPSS), Cláudia Mônica (ABEPSS) e Sâmya Ramos (CFESS) exibem cartaz em defesa do estágio supervisionado (foto: Acervo)

A luta por universidade pública, laica e de qualidade perpassou todos os eixos do ENPESS, que reuniu quase 1200 participantes (de 1500 inscrições) e publicou um CD com mais de mil trabalhos aprovados. Números esses considerados expressivos pela presidente da ABEPSS, Cláudia Mônica dos Santos. “Conseguimos manter o mesmo valor de inscrição dos dois últimos dois encontros, o que reforça nosso compromisso de possibilitar a participação de pessoas interessadas, sejam docentes, discentes ou da pesquisa. E isso refletiu no número de inscrições, estas encerradas duas semanas antes do ENPESS, tendo em vista o espaço não comportar um número maior”, afirmou Cláudia Mônica.

Ainda falando sobre os temas debatidos, a precarização da saúde também foi pauta do Encontro, que aprovou moção de repúdio à Lei nº 12.550/2011, que instituiu a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) para administração dos hospitais universitários (saiba mais sobre este assunto no site da Frente Nacional Contra a Privatização da Saúde).

E o ENPESS teve momento de emoção, ao homenagear o filósofo marxista Carlos Nelson Coutinho, morto no dia 20 de setembro. Coutinho é referência no pensamento crítico e na luta revolucionária e contribuiu na formação de gerações de pessoas que têm como horizonte a transformação social.

Ainda no Encontro, foi apresentado o resultado das eleições para ABEPSS no próximo biênio (2013-2014), que terá a chapa “Lutar e resistir quando é fácil ceder” na direção da entidade.

Acompanhe as novidades da ABEPSS no site oficial da entidade

Revista Inscrita nº13
Vale lembrar que a 13ª edição da Revista Inscrita também teve espaço para ser apresentada ao público do ENPESS, que elogiou a publicação. “O tema da Inscrita 13 ressalta a importância extremamente relevante de nossa entidade, na defesa da organização política da categoria e da direção hegemônica do projeto ético-político profissional”, destacou a presidente do CFESS, Sâmya Ramos.




Curta o CFESS no Facebook e siga-nos no Twitter
No Facebook: http://www.facebook.com/CfessOficial
No Twitter: https://twitter.com/#!/CfessOficial
No Youtube: http://www.youtube.com/user/CFESSvideos

Conselho Federal de Serviço Social - CFESS
Gestão Tempo de Luta e Resistência – 2011/2014
Comissão de Comunicação

Rafael Werkema - JP/MG 11732
Assessor de Comunicação
comunicacao@cfess.org.br





Quem somos
Autarquia pública federal que tem a atribuição de orientar, disciplinar, normatizar, fiscalizar e defender o exercício profissional do/a assistente social no Brasil, em conjunto com os Conselhos Regionais de Serviço Social (Cress).
Cadastre-se
E receba por e-mail nosso CFESS Informa, informativo eletrônico com as principais notícias sobre o Serviço Social brasileiro
Conecte-se
O CFESS também esta nas redes sociais
Endereço
Conselho Federal de Serviço Social - CFESS
SCS Quadra 2 Bloco C Ed. Serra Dourada - Salas 312/318
CEP: 70300-902 - Brasília - DF
Tel: (61) 3223-1652
Tel: (61) 3223-2420
Funcionamento: de segunda a sexta de 12h às 18h. Dúvidas e sugestões pelo Fale Conosco.