Acessibilidade       A+  A-          Botão Libras  Botão Voz          
O que você procura?
Sabado, 30 de Março de 2019.

Não nos esqueceremos!
Em tempos de negação da política e banalização do autoritarismo, o Serviço Social brasileiro reafirma: 31 de março não deve ser celebrado ou comemorado!

Clique e assista ao vídeo!

 

Há 55 anos, começava um dos tempos mais sombrios da história brasileira: a Ditadura Civil-Militar. O dia 31 de março de 1964 marcou o início de um Estado repressivo e opressor que, durante 21 anos, sequestrou, torturou e matou as pessoas que ousaram lutar pela liberdade, pela justiça social, pelos direitos humanos. Inclusive assistentes sociais.

 

Por isso, em tempos de negação da política e banalização do autoritarismo, o Serviço Social brasileiro reafirma: 31 de março não deve ser celebrado ou comemorado! As histórias desse período de horror devem ser resgatadas para que não se repitam!

 

O Conjunto CFESS-CRESS vem relembrar o resultado do projeto Serviço Social, Memórias e Resistências contra a Ditadura, que recuperou histórias de assistentes sociais que tiveram seus direitos violados durante o regime militar.

 

Não nos esqueceremos. Jamais celebraremos.

 

Conheça o livro com os depoimentos de assistentes sociais que lutaram contra a Ditadura 

 

Assista aos vídeos produzidos para o projeto!

 

Conselho Federal de Serviço Social - CFESS
Gestão É de batalhas que se vive a vida - 2017/2020