Acessibilidade       A+  A-          Botão Libras  Botão Voz          
O que você procura?
Quinta, 14 de Dezembro de 2017.

CFESS denuncia aprovação de resolução que muda as diretrizes da Política Nacional de Saúde Mental
Decisão foi tomada de modo arbitrário pelo Ministério da Saúde, sem ouvir a sociedade civil

Imagem com os dizeres: alerta! Retrocessos na política de saúde mental.(Arte: Rafael Werkema/CFESS)

 

Na última terça-feira (12/12), o CFESS alertou sobre o risco de graves mudanças na Política Nacional de Saúde Mental brasileira, construída ao longo de 30 anos e reconhecida mundialmente. Hoje, o Ministério da Saúde, por meio da Comissão Intergestora Tripartite (CIT), composta por gestores/as de saúde em nível municipal, estadual e da União, aprovou em Brasília (DF) uma resolução que muda as diretrizes da Política. O CFESS, representado pela conselheira Solange Moreira, esteve em mobilização ocorrida na sede da OPAS (Oganização Pan-Americana da Saúde), local em que se reuniu a CIT.

 

Na tarde desta quinta-feira, ocorreu também uma reunião entre movimentos sociais e representantes do Conselho Nacional de Saúde (CNS) com a Diretoria de Articulação e Diálogos Sociais da Presidência da República, no Palácio do Planalto. O resultado foi o encaminhamento de uma reunião com o Ministério da Saúde. Mas, além disso, o CFESS solicitará audiência com a Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC) em caráter de urgência, antes do recesso do Judiciário, para tratar do tema.

 

“Diante desses retrocessos, precisamos ficar atentos/as e fortes na defesa de uma política pública que contribua para ampliação dos direitos dos/as usuários/as, da sua autonomia e liberdade, princípios inscritos no projeto ético-político do Serviço Social brasileiro. Nós, assistentes sociais, temos muito a contribuir com o avanço da Reforma Psiquiátrica brasileira. Por isso, não é hora de retroceder. É tempo de lutar, de forma organizada, por uma sociedade justa e sem manicômios! O CFESS compõe essa trincheira, junto às demais entidades e movimentos da área. Conclamamos todos/as os/as assistentes sociais e a população a se somar na defesa da Política Nacional de Saúde Mental”, diz trecho da nota pública divulgada pelo CFESS na última terça-feira (clique aqui e relembre).

 

Conselho Federal de Serviço Social - CFESS

Gestão É de batalhas que se vive a vida - 2017/2020
Comissão de Comunicação
Diogo Adjuto - JP/DF 7823
Assessoria de Comunicação
comunicacao@cfess.org.br