Segunda, 20 de Novembro de 2017.
Quebrar correntes, resistir, desafiar, lutar, sentir, amar... É pra ter orgulho, é coisa de preto e preta!
CFESS lança manifesto para o Dia Nacional da Consciência Negra
Carregando...

Imagem mostra ilustração de duas pessoas negras, braços erguidos, e a frase Quebrar correntes, resistir, desafiar, lutar, sentir, amar... É pra ter orgulho, é coisa de preto e preta! Arte: Rafael Werkema/CFESS

 

O desemprego e a exclusão do mercado de trabalho atingem, principalmente, pessoas negras. Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, com dados regionais divulgados na última sexta (17/11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), das 13 milhões de pessoas desempregadas no país, 8,3 milhões (63,7%) são negras.

 

Além disso, segundo a mesma pesquisa, entre a população ocupada, o rendimento de trabalhadores e trabalhadoras negras foi de R$1.531, enquanto o dos brancos era de R$2.757.

 

“O racismo está na base da formação do capitalismo brasileiro e os/as negros/as representam o setor mais explorado, sem contar seu peso numérico”, afirma o CFESS Manifesta lançado nesta segunda-feira, 20 de novembro, Dia Nacional da Consciência Negra.

 

O documento critica o mito da “democracia racial” no país, afirmando que no Brasil o racismo é institucionalizado pelo Estado, pelos governos e pela burguesia brasileira. “Após 400 anos de escravidão, negros e negras ingressam no mundo do trabalho assalariado predominantemente nos serviços mais pesados e precarizados, com salários inferiores, expostos às piores condições de vida e de trabalho. Consequentemente é essa parcela da população que se encontra imersa em todo tipo de violência, como moradias precárias, transportes públicos sem qualidade, falta de acesso à saúde, à educação e outros direitos e serviços”, diz outro trecho do texto, que ressalta que é fato o aumento do racismo na sociedade brasileira e que a pobreza tem cor.

 

O CFESS Manifesta ainda destaca a campanha nacional aprovada no último 46º Encontro Nacional, realizado em setembro de 2017, com o tema “Assistentes sociais no combate ao racismo”.

 

“Afirmamos que combater o racismo também é uma tarefa colocada aos/às assistentes sociais no seu cotidiano, em que tantas expressões dessa ideologia se naturalizam por meio do ambiente institucional”.

 

Quebrar correntes, resistir, desafiar, lutar, sentir, amar... É pra ter orgulho, é coisa de preto e preta!

 

Leia o CFESS Manifesta do Dia Nacional da Consciência Negra

 

 

Conselho Federal de Serviço Social - CFESS

Gestão É de batalhas que se vive a vida - 2017/2020
Comissão de Comunicação
Rafael Werkema - JP-MG 11732
Assessoria de Comunicação
comunicacao@cfess.org.br

 
Quem somos
Autarquia pública federal que tem a atribuição de orientar, disciplinar, normatizar, fiscalizar e defender o exercício profissional do/a assistente social no Brasil, em conjunto com os Conselhos Regionais de Serviço Social (Cress).
Cadastre-se
E receba por e-mail nosso CFESS Informa, informativo eletrônico com as principais notícias sobre o Serviço Social brasileiro
Conecte-se
O CFESS também esta nas redes sociais
Endereço
Conselho Federal de Serviço Social - CFESS
SCS Quadra 2 Bloco C Ed. Serra Dourada - Salas 312/318
CEP: 70300-902 - Brasília - DF
Tel: (61) 3223-1652
Tel: (61) 3223-2420
Funcionamento: de segunda a sexta de 12h às 18h. Dúvidas e sugestões pelo Fale Conosco.